Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Quarta-feira, 6 de Dezembro de 2006
Tupamaro

Recebi uma carta de um visitante assíduo deste Blog, suponho que de pseudónimo "Tupamaro". Li-a e reli-a, respondi-lhe da mesma forma, mas não resisti a publicá-la aqui, com um abraço amigo e sincero, agradecendo-lhe estas palavras de apoio e ânimo para continuar em frente nesta caminhada de divulgação da nossa terra. Devo referir ainda, que esta carta é a resposta a uma outra que eu lhe enviei a solicitar ajuda, pois suponho que ele, ou é natural da Granjinha ou tem por lá alguns interesses.  
Para ele o meu agradecimento público com um  abraço amigo.
Bem haja e que tenha um Santo e Feliz Natal junto dos seus familiares e que o Novo Ano lhe traga tudo quanto deseja.
José Pereira
 

 

 

Por falta de qualidade substituí a fotografia anterior por esta que é uma recordação do Inverno do ano passado.

Caro sr. J. Pereira,
Sensibilizou-me "a sua carta".
Teria muito mais gosto em responder-lhe em papel de carta e envelope, com a
minha própria  letra. Algumas palavras e frases, em vez deste negrito e
itálico, seriam escritas em «bastardinho», «cursivo» ou «gótico».
Para além de, às vezes, mimar modestamente os meus sentimentos e as minhas
emoções em grafismos que gostaria escorreitos, pouco mais tenho para dar como
contributo ao digno, honroso e nobre esforço que o sr., e outros companheiros
de ideal, vêm dedicando à sua «Terra Natal» - "ao corpo e à alma" (
você sabe que quero dizer património físico e humano!) do  Lugar, Aldeia,
Freguesia, Região ou Província.
Não disponho de arte nem artes, patrimónios ou arquivos que lhe possa
dispensar para consigo colaborar como pretende e merece.
A minha «cumplicidade» pode ser apenas afectiva, isto é, partilhar consigo na
feitura carinhosa de um ou outro texto.
Aprecio o seu cuidado em mostrar a dedicação a Valdanta  sem se repetir.
O sr. Fernando Ribeiro é uma pessoa muito empenhada e com muita arte e
competência. Tenho-o, também em grande conta e apreço.
É evidente que o contributo de muitos, mesmo que a falarem do mesmo, mas por
estilos, sensibilidades, perspectivas diferentes alarga e enriquece o
reportório.
A Internet ainda é um meio ou instrumento quase inacessível para «maiores de
cinquenta» rústicos. E estes serão, em princípio, os mais capacitados de
nos contarem histórias e dar testemunhos, em maior quantidade, das "nossas
Terras".
Como divulgar o seu projecto?
Talvez, também, através de textos, reportagens de eventos ou efemérides, nos
Jornais de Chaves, da Região ou das Casas de Trás-os-Montes.
E se fosse organizado pelos Valdantinos um «CANTAR DE JANEIRAS», lá pela
Freguesia?!
E se fosse organizada uma ""CONVENÇÃO MUNDIAL DE VALDANTENSES"", na
Semana de S. Domingos?!
E se os Valdantanos promovessem uma FESTA DE HOMENAGEM ÀS SUAS MULHERES
celebrando Uma FESTA DO FOLAR?(Claro, ELAS faziam o FOLAR, Toda a gente se
REGALAVA com ele, e os «cavalheiros» diziam poesia, cantavam "Adeus, ó
Laurinda..." e ofereciam a Todas as Mulheres Bombons, flores,....
E se.....
Bem, tenho de deixar espaço para si e para outros.
Os filhos das «nossas Terras», a geração do pós-guerra, foi constrangida a
sair do seu recanto. Ora migrando discretamente para os arrabaldes das
«grandes metrópoles» Porto e Lisboa; ora emigrando secretamente, «A
SALTO», para a França, ora levados, ou «levados», para um Ultramar.
São os Transmontanos o povo lusíada com maior «Fado»  -  a moda, agora, é
Diáspora.
Em S. Diego, (Califórnia), em Ludlow (Massachussets), em Toronto
(Ontário-Canadá); em S.Paulo (Brasil); no Xai-Xai (Moçambique); em Malange
(Angola), em Pretória (África do Sul); nas Astúrias, no Cantão Obwald da
Confederação Helvética, na Ilha Pacífica das Flores, no sopé do Fuji-Ama,
ei-los, titânicos..... e de constante lágrima vertida com a saudade daquele
«cantinho« que os viu nascer!...
 Provavelmente, serão os Transmontanos os primeiros a colonizarem (não ter
medo do termo, pois não tem necessariamente que significar tirania,
escravatura, etc.. Colonizar é, também, e acima de tudo, humanizar o
território e, se os houver, partilhar com os povos a cultura e a
civilização)  Fobos e Demos.
Caro sr. J. Pereira, mostrar gosto, orgulho e até vaidade pelas «nossas Terras
e nossas gentes» não pode ser nunca sinal de menor respeito pela mesma atitude
dos outros.
Falarmos dos nossos não implica necessariamente esquecer, ignorar ou desmerecer
dos demais.
Escrevo isto na eventualidade desta «carta» ser lida por mais alguém de outra
«nação» e que se melindre por causa daquela «pitadinha» de egoísmo que
lhe sobra.
Também me considero capaz de apresentar registos abonatórios, encantadores e
valorosos de qualquer uma dessas «nações».
 Valdanta, ou Vale de Anta, significa " lugar importante", pois «Anta»
quer dizer Dólmen e, também, Pedra que referencia os caminhos. Os Vales são,
por norma, férteis, ricos. E as Antas são testemunhos Pré-Históricos.
Assim, Valdanta é um Lugar imperativamente rico de História, independentemente
de ser pouco estudada e conhecida.
Cando tem, pelo menos, origens Celtas. É fértil e estratégico. O seu nome
originário era CALANDUNUM.
Abobeleira - História não lhe falta e ainda a tem à vista - parece estar na
ordem do dia. E ainda bem!
Oxalá corresponda  a uma das melhores vistas da Moderna "Pensão
Bertolini"(E.Foster) que a "Solverde" por aí se propõe edificar.
A Granjinha é uma «pègada» à espera de uma Leakey ou de um Galopim; de uma
«lasca» de Burgess à espera de um Gould; uma Pichu(leta) a aguardar um Hiram
Bingham; uma «Ilha dos Largatos» à espera de um Darwin.
Aliás, não há que estranhar por, por aí, pela sua Valdanta e arredores, se
terem fixado Celtas, Romanos, Visigodos, Mouros, pois «A Veiga», os vales e
as «Lamas» são férteis e as serras e os montes estratégicos... e  as
Mulheres...um «ENCANTO!».
Aonde me está a levar o gosto pela "nossa Terra" e a vontade de colaborar
consigo!
            Parece-me que os «bloguistas» mais «activos» se «encontram»
uma vez por ano num almoço-merenda-jantar-ceia-Convívio.
Talvez, um dia, me faça distraído e aproveite para vos conhecer (ou
reconhecer) e felicitar-vos pessoalmente.
"""Ditosa Terra que tais filhos tem!"""
Grato pela sua amabilidade,
Tupamaro


publicado por J. Pereira às 00:31
link do post | comentar | favorito

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006