Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009
Novo livro do Dr. Edgar Carneiro - PÉRIPLO

 

 

 

 

 

 

 

Hoje, dia 3 de Dezembro de 2009 pelas 15 horas, no auditório da Junta de Freguesia de Espinho (Rua 23), vai ser apresentado o novo livro de Poemas “Périplo” do poeta flaviense Dr. Edgar Carneiro.

A apresentação estará a cargo do Dr. Antero Monteiro (poeta e escritor Espinhense, de S. Paio de Oleiros).

Agraciado pela C.M. Espinho com a Medalha de Honra da Cidade e o Título de "Cidadão de Espinho", em 16 de Junho de 2009 - Comemoração da elevação de Espinho a Cidade.
 


Um abraço
 
Luís

 

 

Para que possamos reflectir e admirar um pouco da sua arte apresento-vos aqui alguns poemas que nos dizem alguma coisa e nos enchem o coração de nostalgia pois falam de nós, das nossas gentes e das nossas terras. Assim:

 

Do Livro "POEMAS TRASMONTANOS-1978

 

 
1-
 
AMENDOEIRAS EM FLOR
 
 
Barca de Alva, Barca de Alva,
Abre as tuas portas largas;
Deixa passar os que vêm
Ver o teu burgo afamado!
Não tem roldanas de usina
Nem torres de catedral;
Mas possui por outro lado
Uma graça natural:
O dom de ter em redor
A
beleza peregrina
De amendoeiras em flor.


 

2-
 
DOURO
 
Ó Douro dos corpos
Dobrados na vinha!
Ó ara de fogo,
Dor que se adivinha!
 
Ó terra das uvas,
Lagar que fermenta!
O peito é motor;
A mão, ferramenta...
 
Ó Douro das quintas,
De mirtos e pomos;
Solar ancestral
De servos e donos!
 
Laranjais na volta
De rios e outeiros,
Os frutos não matam
A sede aos barqueiros...
 
Ó Douro, o teu vinho
Dá força e calor.
Unidos brindemos
A um mundo melhor!
 

Do Livro "VIDA PLENA"
 
A  FÉ
 
Embora alegre ou triste,
Como é grato saber
Que tudo ainda existe:
O monte, o vale, o rio,
A maresia!
 
Sentir acesa a chama
De quem nos quer ou ama!
 
Abrir de par em par
A
porta à fantasia
E não perder a fé
Mesmo na hora má
De que amanhã será
Que a vida principia!
 
-------------------------
 
 

 

 

Projecto Vertical

 (aqui encontrámos um resumo da sua vida e da sua obra)

 

Edgar Carneiro nasceu em Chaves no dia 8 de Maio de 1913. Fez os estudos secundários no Colégio de Lamego e nos liceus de Chaves e Vila Real. Licenciou-se em Ciências Históricas e Filosóficas na Universidade de Coimbra, exercendo depois a docência em Escolas Industriais e Comerciais e nas Secundárias. Foi também professor do Ensino Liceal em colégio particular. Desde há muitos anos residente em Espinho, participa na tertúlia "Onda Poética", onde colabora na divulgação da Poesia e onde continua a dar a conhecer as suas mais recentes criações.

Ainda estudante universitário, editou em 1934 o seu primeiro livro, Caminhos de Fogo, que logo retirou do mercado por julgá-lo imaturo. Só voltou a editar novo livro em 1978, a que deu o título de Poemas Transmontanos . A este seguiram-se mais dez títulos, sendo de salientar Rosa Pedra, A Boca na Fonte e Antologia Poética, da Elefante Editores, que permite uma abordagem global aos seus temas preferidos. Com 86 anos, lançou ainda, em Outubro de 2000, um conjunto de poemas eróticos, intitulado Lúdica.

Os seus temas preferidos giram à volta do seu repúdio pela guerra e pelos regimes totalitários, e da exaltação da Natureza e do Amor.

Consta do Dicionário Cronológico de Autores Portugueses (Publicações Europa-América – Vol. IV), onde vêm inseridas apreciações críticas da sua escrita. Assim, segundo Luís de Miranda Rocha, são dois os fundamentais motivos de interesse da sua poesia: o primeiro é o rigor da escrita – agilidade estilística, domínio de meios expressivos, economia discursiva, outras qualidades que à noção de rigor vulgarmente se associam; o segundo é a dependência no referencial em relação à realidade social, regional. A outra referência é de João Gaspar Simões que via na sua poesia através de um verbalismo que se ponderabilizou na escola dos poetas dramáticos (particularmente Torga) uma altura considerável no nosso lirismo.

Ernesto Rodrigues reputa-o como o nosso melhor artista em verso curto e Fernão de Magalhães Gonçalves assevera que o seu livro Rosa Pedra é uma obra-prima e que era impossível ir-se mais longe na contenção emotiva e no bom gosto.

 



publicado por J. Pereira às 07:00
link do post | comentar | favorito

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006