Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Terça-feira, 2 de Junho de 2009
Cerejas

 

“C E R E J A S”

 

A Primavera já está a inclinar-se cada vez mais para o Verão.

Não tanto porque este a atraia fatalmente, mas mais porque o Inverno, contrariando o calendário, a carrega com dias frescos, às vezes frios, nuvens escuras, ventos agrestes e chuvas «trombudas» e «atrevoadas».

O mercúrio, tão veloz, só muito devagar é que sobe os degraus até ao décimo.

Nestes fins de Maio, as cerejas aparecem-nos de um lado e do outro, nas bermas das estradas.

E a caixa de papelão que as acomoda seria de boa serventia se aqui, por aqui, na área urbana, nas novas grutas ou cavernas de cimento armado, houvesse lareiras, e canhotos para se fazer o borralho.

Lá para baixo fazem «ginginha» com as cerejas.

Cá para cima, fazemos doce e brincos nas orelhas.

E se nos escarrapachamos numa galha, para apanhar um fartote delas, estamos, mas é, sujeitos a dar um grande trambolhão.

Das árvores de fruto, quando carregadinhas, a Cerdeira é, provavelmente, a que mais nos fulmina de cobiça e de encanto. As folhas, as cerejas, as galhas tomam-nos conta dos nossos olhos.

E a passarada enche-nos de raiva por nos roubar, com tanto atrevimento, aqueles irisados e suculentos caramelos de mil compotas que, mal os chegamos à boca, nos derretem de consolo.

E até o carocito parece fazer-nos gostosas cócegas, sempre que nos cai na mão!

Que bem que nos sabem as cerejas!

Nem a descoberta de um mais que secreto e precioso segredo nos causa maior gosto!

Madurinhas, colhidinhas de fresco, em brinquinhos molhados na água da caçoula, “sabem-nos pela vida”!

Cerejas!

Num Maio florido, onde a tristeza e a saudade de felicidades perdidas se escondem entre o branco do papel e a cor das palavras que se escrevem.

Vem aí o Verão!

Se vier.

E se virem!

 
 
 
Tupamaro

 

 

  

 



publicado por J. Pereira às 00:07
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De Romeiro de Alcácer a 2 de Junho de 2009 às 11:51
Adivinhem o autor de:

DAS CEREJAS

Das Cerejas
eu lembro que eram doces.
Eram rubis de brinco
nas orelhas
e serviam de troca
boca a boca
no entretém guloso
dos namoros

...
Vem no Livro "Depois de amanhã".


Romeiro de Alcácer


De ARPires a 3 de Dezembro de 2009 às 15:01
Cá em baixo não se faz ginjinha com cerejas, mas sim com ginjas...são parecidas mas não são cerejas, são mesmo ginjas. São frutos com menos açúcar, mais ácidas e com um pedúnculo maior que a cereja, embora bastante parecidas não são cerejas. Esta é a minha opinião que não sendo um "expert" na matéria, constatei esta realidade no terreno. O conhecimento embora empírico, não deixa de ser conhecimento. E assim cá andamos a aprender uns com os outros.


De J. Pereira a 4 de Dezembro de 2009 às 00:21
É verdade, caro amigo, a ginjinha é feita com ginjas e não com cerejas. As ginjas são aproveitadas, quase exclusivamente para o tal licor de Ginja (ginjinha) e doce de ginja, também muito bom e muito apreciado.
A ginja é mais ácida e mais redondinha, mas o pedúnculo é mais curto do que o da cereja. A Ginjeira também é diferente da cerejeira.


Comentar post

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006