Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Quarta-feira, 12 de Setembro de 2007
D. Maria Isabel Queirós Pereira - Uma Professora ... uma Amiga!...
 
 

Estas Fotografias são da homenagem que lhe prestou a Associação Flaviense dos Bombeiros Voluntários (Bombeiros de Baixo) aquando da inauguração do seu novo quartel em 28/07/2001

Do lado esquerdo é a casa da D. Maria Isabel no Largo do Anjo em Chaves
 
Hoje quero, aqui, prestar homenagem à senhora D. Maria Isabel, competentíssima professora primária dos rapazes de Valdanta, entre meados dos anos 40 e início dos anos 60 do século passado. Pessoa exigente, com ela e com os seus “rapazes”, respeitadora e dada ao respeito, digna e dotada para a profissão que exerceu durante muitos anos.
 
Poder-se-iam contar muitas histórias e “estórias” da passagem da sr.ª D. Maria Isabel por Valdanta, mas, apenas, lembramos as suas exigências de higiene, comportamento, disciplina, dedicação, respeito pelas pessoas e pelas coisas, pontualidade e dedicação.
 
Toda a minha formação académica foi baseada numa instrução primária completa que a senhora D. Maria Isabel me soube dar, com exigência e rigor, mas, sem dúvida, uma das melhores formações que tive. Foi esta “escola” que sempre me guiou na vida e na relação com as pessoas, por isso, só tenho que lhe dizer com toda a minha sinceridade e humildade: - BEM HAJA.
 
Suponho que em Valdanta há muita gente que não sabe grande coisa do currículo social e profissional da senhora Dr.ª D. Maria Isabel Queirós Pereira e por isso vou aqui referenciá-lo:
 
Filha de um Capitão (militar) de cavalaria, nasceu em Chaves, no largo do Anjo. Em Chaves fez o ensino primário e o liceu até ao antigo 7.º ano na área de letras. Aos 20 anos de idade completou, no Porto, o curso do Magistério Primário com 16 valores, aos 24 licenciou-se em Pedagogia com 13 valores, mas optou pelo Ensino Primário e exerceu profissionalmente durante 42 anos.
 
Exerceu nas escolas de Darque (Viana do Castelo), Valpaços, Valdanta e Chaves (escola da Lapa). Em todo o lado foi querida e adorada por todos, pelo seu elevado profissionalismo, bondade e tendência, que tinha, de bem fazer. Foi da Escola da Lapa durante 19 anos. Adjunta do delegado escolar durante 9 anos e Arquivista dos Processos Disciplinares durante 9 anos.
 
Socialmente é uma pessoa encantadora e desde muito cedo revelou a sua tendência para as artes pois aos 6 anos já fez parte de uma récita infantil, onde representou, cantou e dançou. Aos 10 começou a aprender a tocar piano. Aos 13 começou a revelar-se na poesia. Fez lindíssimos sonetos acrósticos, biografias em verso, poesias humorísticas e não só. È uma grande poetisa. Aos 14 anos entrou numa Opereta “O Lobisomem”. Aos 18 anos tirou o curso de Equitação. Aos 21 anos ganhou um Concurso de Beleza. Aos 22 ganhou, no Casino da Póvoa de Varzim, num concurso de Dança, o 1.º prémio de Tango. Aos 25 anos tirou a carta de condução (como me lembro daquele “Fusca” preto).
 
Foi uma Pedagoga intelectual, muito ilustre e humana. Escreveu 2 livros em prosa “Melancolia” e “Saudade” e fez muita poesia que não editou. Foram-lhe concedidos 2 louvores pelo Ministério da Educação Nacional, pela sua integridade profissional e por ter colaborado com o maior interesse na Campanha contra o Analfabetismo.
 
Foi Directora e Administradora da Cantina Escolar de Chaves durante 20 anos, tendo recebido do Comendador Brenha de Fontoura um medalhão em prata.
 
Por último, é benemérita reconhecida da Associação Flaviense dos Bombeiros Voluntários (Bombeiros de Baixo) onde lhe foi erigido um busto no novo Quartel.
 
Enfim, é uma senhora muito culta, muito humana, muito bondosa, muito modesta, muito discreta e e sigilosa, no seu apostolado de educar e de bem fazer.
 
Mais uma vez, para a senhora Dr.ª D. Maria Isabel Queirós Pereira o meu reconhecimento e o meu BEM HAJA pela educação e ensino que me proporcionou e a todos os rapazes de Valdanta que foram seus alunos.
 
(Dados recolhidos no “Notícia de Chaves” 
 
 


publicado por J. Pereira às 12:40
link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De Sem Nome a 12 de Setembro de 2007 às 18:26
Olá, sou a neta do Ferreiro de Valdanta, conversando com o meu pai sobre a professora Maria Isabel, soube de algumas estórias. Quando meu pai tinha uns dez anos, junto com um vizinho iam buscar a professora em sua casa de burrinha, em Chaves, demorava uns 30 minutos até chegar à sua casa e outros 30 minutos até chegar à escola. Fez isso durante uns dois anos, depois outro aluno assumiu seu lugar. Meu pai disse ainda que perto da casa da professora, se faz o melhor pastel do MUNDO. Continuando a conversa, meu pai comentou que ela era muito severa, quando os alunos aprontavam alguma travessura ou não estudavam ou não faziam a lição, ela usava a palmatória, conhecida como Santa Luzia dos 5 buracos ou fazia uso de uma varinha bem comprida para dar um peteleco na orelha. Ela era muito enérgica, meu pai ainda acrescentou que se os pais soubessem que seus filhos tinham se comportado mal na escola, acabavam por serem também castigados em casa. Meu pai ainda acrescentou que a professora só podia ser assim, severa, enérgica, pois esta escola só dava aulas para meninos, imagine o quanto deviam de aprontar todos juntos. Abraços fraternos. Beth. Neta do ferreiro de Valdanta e filha de Flávio.


De Sem Nome a 12 de Setembro de 2007 às 18:56
Bem, meu pai contou algumas travessuras que fizeram com a professora. Uma delas foi no dia da mentira, o padre Joaquim mandou colocar um banco em frente da porta da escola, na escadinha, antes da entrada, em frente a retrete ( Sr Pereira pode me dizer o que é retrete, pois o meu pai não quis dizer). A professora pediu que 4 alunos pegassem aquele banco comprido e levassem de volta a igreja, onde era seu lugar. Tem mais uma estória, quando meu pai completou o 4º ano primário, os alunos do 4º ano e do 3º ano, se juntaram e fizeram uma vaquinha para comprar um presente para a professora, adivinhe qual foi o presente? Acredite foi um peru vivo, enorme, mas parecia um avestruz, todo enfeitado de laços, ave esta comprada da filha do alfaiate de Valdanta. Os alunos levaram o presente até a casa da professora e esta disse que gostou muito. Segundo meu pai a professora Maria Isabel deu aulas para os rapazes de 4 aldeias: Valdanta, Cando, Abobeleira e Granjinha. Meu pai se emociona ao seu lembrar desse tempo e disse que sente muitas saudades. Abraços. Beth


De miguel alves a 12 de Setembro de 2007 às 20:12
zé a minha mae,segundo sei,deve o seu nome a esta senhora!e um nome q eu acho bonito!fica aqui o abraço e a lembrança..


De vale-de-anta a 13 de Setembro de 2007 às 00:25
Ainda me lembro de a ver passar no seu carocha preto pelas ruas de Valdanta . Era um carocha muito antigo com uns piscas mecânicos. Dos pilares junto às portas levantavam umas tiras de plástico para sinalizar a mudança de direcção. Era espectacular.
Em Valdanta fala-se muito da dona Maria Isabel.


De cmpsantos a 13 de Setembro de 2007 às 07:25
Existem muitas histórias passadas com a Dª Maria Isabel, algumas com alunos que já tinham acabado a escola que se passassem por ela em Chaves e não a cumprimentassem chamava-os logo e obrigava-os a falarem-lhe.
Também ajudei a empurrar o "Fusca" quando ele resolvia não pegar, principalmente quando ficava na garagem perto do cemitério.
Era uma pessoa muito compreensiva.
Um bem Haja para ela e para a minha madrinha.


De riolivre a 13 de Setembro de 2007 às 23:31
Agrada-me imenso esta constatação de que, afinal, os professores não são assim tão maus como uma certa ministra pretende. E, já agora, o texto que o amigo José Pereira subscreve vem exactamente ao encontro daquilo que eu e mais uns tantos pensamos: ninguém melhor que os alunos para fazer a valiação dos professores.
Obrigado josé Pereira por este elogio enorme a um membro de uma das classes que mais tem sido vilipendiadano mosso país.


De J. Pereira a 14 de Setembro de 2007 às 20:47
É que esta professora era mais exigente com ela do que com os alunos e com estes era de facto exigentíssima. O resultado final foi do melhor que eu já vi e eu também já estive desse lado em mais que uma situação e vi o muito que era difícil para encaminhar as crianças no caminho certo. Por isso desisti e fui por outros caminhos porque também exijo comigo aquilo que está certo profissionalmente.
Se todos os profissionais levarem a sério o seu trabalho, todos seríamos mais felizes e então o de educar!...


Comentar post

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006