Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Segunda-feira, 3 de Setembro de 2007
Famílias Numerosas - a do Ferreiro

O senhor António ferreiro com cinco filhos e uma neta
Antigamente sempre houve famílias numerosas e Valdanta não é nenhuma excepção. Lembro-me de um casal da Abobeleira que teve 14 filhos de quem iremos falar em tempo oportuno, mas em Valdanta houve pelo menos 4 casais que tiveram e criaram onze filhos. De um já falou o Jorge Romão no Blog de Vale de Anta e o mais engraçado nessa família é que eram três irmãos e cada um teve 11 filhos o que deu 33 netos aos seus avós. Será caso único? Não sei, mas prometo investigar e falar sobre o assunto. Outro casal que teve e criou 11 (onze) filhos foi o, já nosso conhecido, Ferreiro de Valdanta.
 
É sobre o senhor António Fernandes e a sua esposa Silvana Rodrigues que vamos falar hoje. O António ferreiro nasceu nas Casas dos Montes e casou com a sua “Subana” Silvana Rodrigues da Abobeleira e vieram viver para Valdanta, instalando-se com oficina de ferreiro junto à estrada que liga Chaves a Soutelo no lugar denominado simplesmente  “Estrada”.
 
Tempos difíceis aqueles, mas ele precisava dos filhos para o ajudarem a malhar o ferro na forja e assim ia trabalhando também noutra arte que era a de fazer filhos. Se alguém lhe perguntava porque é que tinha tanto filho e com idades tão próximas uns dos outros, ele respondia:
 
- É a minha Subana, cadalho, é só uma chiscadela e já está. Só ponho as calças na cama e fica logo cadalho.
 
Com todas as observações do ti António ferreiro, também conhecido pelo Ferreiro de Valdanta, o que é certo é que teve e criou 11 filhos, que se a memória não me atraiçoa e por ordem decrescente são os seguintes: - Alda, Alice, Manuel, António, Alzira, Flávio, Zé, Helena, Aniceto, Horácio e a Adelaide.
 
Recordo-me da maior parte deles, mas por uma questão de idades relacionadas comigo é dos mais novos de quem me lembro melhor. Fiz a escola primária com o Aniceto e o Horácio e convivi muito com a Helena e a Adelaide.
 
Sei que alguns já não estão entre nós, mas o Flávio, o Zé e o Aniceto vivem no Brasil e, tanto quanto sei estão bem de vida. O Horácio que também esteve no Brasil está agora estabelecido em Viseu. A Alzira vive em Chaves e cuida da irmã Adelaide que se encontra bastante debilitada. Dos restantes, não sei concretamente, sei apenas que alguns já faleceram lá para o Brasil, mas da Helena não sei mesmo nada.
 
È do Brasil que esta família acompanha o que se vai passando por Valdanta através deste espaço e que muito me apraz registar. Nunca apareceu ninguém no Blog a comentar, mas têm aparecido a contactar-me directamente no meu endereço electrónico e a saber mais novidades.
 
Para todos os “Ferreiros” que vivem no Brasil, e não só, um grande abraço e em especial para a Beth, filha do Flávio e que nos vai visitar pela primeira vez no próximo ano, a quem, antecipadamente desejo uma boa estadia entre nós.

 

O Aniceto visto no mês passado

 

O Flávio a Alzira e a Adelaide.



publicado por J. Pereira às 18:40
link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De Carlos a 3 de Setembro de 2007 às 19:40
Algum deles é o nosso SexMachine?
Ele não era familiar desta familia?


De Sem Nome a 4 de Setembro de 2007 às 14:58
Com muito orgulho sou a Betinha, filha do Flávio e neta do Sr. Antônio Ferreiro (sou aquela menina fofinha da foto). Dos 11 filhos, infelizmente 2 já são falecidos, tio Antônio e tia Alice. Do meu avô lembro apenas que quando veio ao Brasil, gostava de jogar bisca (jogo de cartas) com o meu tio Aniceto e com o meu pai, como era pequena acabava bagunçando o jogo e ele ficava muito bravo.Agradeço de coração ao Sr. Pereira esta homenagem ao meu avô e a criação deste blog, sem o qual não tínhamos nos conhecido. Espero vê-lo em breve, até lá continuamos mantendo contato pela net. Abraços fraternos. Beth.


De J. Pereira a 4 de Setembro de 2007 às 20:02
Ó Betinha, podia-nos esclarecer sobre estas fotos, principalmente a primeira. Diga-nos quem são e em que ano foi tirada para a gente se situar no tempo. Eu não me recordo do "ti Ferreiro" ter ido ao Brasil, mas eu também sou um Valdantense ausente há 42 anos. Todas as "estórias" e assunto sobre Valdanta são de antes de 1965, pois daí para cá tem sido só de passagem.


De Sem Nome a 5 de Setembro de 2007 às 12:30
Esta foto foi tirada por volta de 1970 na casa do meu tio Manuel, por ocasião da lª vez que o meu avô veio ao Brasil. Depois de uns 3 a 4 anos ele retornou ao Brasil para nos visitar, mas logo voltou a Portugal, onde faleceu pouco tempo depois. Na foto, pela ordem da esquerda para direita, eu(pequena), Tio Antônio (já falecido, até então viúvo e pai de 3 meninas), tio Aniceto é o único solteiro da família, meu avô, tio Horácio(casado, pai de dois filhos e mora em Portugal), tio Manuel (casado, mas sua única filha, Silvana, não se encontra entre nós, mas chegou a se casar e deixar um filho de um ano, hoje o rapaz tem uns 23 anos e meu pai (casado e teve apenas a mim). Portanto os filhos do Ferreiro não tiveram muitos filhos, A segunda foto foi tirada na casa do meu Tio Aniceto. A terceira foto foi tirada na casa da minha tia Adelaíde por ocasião da visita do meu pai a Portugal, por volta de 1980. A tia Adelaide hoje é viúva e sua única filha, a Belinha, faleceu jovem, há poucos anos atrás e vive aos cuidados da Tia Alzira, que é casada e tem dois filhos. Há uma curiosidade a contar, dois irmãos casaram-se com duas irmãs. A tia Alice (já falecida há alguns anos atrás e que teve um filho apenas) e a Tia Alzira casaram-se com dois irmãos respectivamente, tio Júlio e tio Zé. O primeiro casal veio morar no Brasil e o segundo continuou em Portugal. Todos os irmãos, apesar da distância se comunicam, uns por morarem mais perto se vêem mais, outros pela distância, não se falam tanto, mas é certo que todos formam uma grande família e que meus avós se sentiriam compensados ao ver que seus esforços para criarem 11 filhos não foram em vão, ao contrário, ficariam muito orgulhosos e chegariam a ficar envaidecidos. Agradeço a atenção. Abraços. Beth.


De Sem Nome a 6 de Setembro de 2007 às 12:22
Quanto a primeira foto, conversando com o meu pai, descobri que foi tirada 01/11/1970. Foi uma pequena comemoração dos 70 anos de vida do meu avô, pois ele nascera em 30/10/1900, portanto completou seus 70 anos aqui no Brasil. Quanto a Tia Helena, meu pai me confirmou que realmente casou-se com um rapaz conhecido como Grifo, que vivia, senão lhe falha a memória, em Veiga perto de Chaves. O casal veio morar no Brasil, tiveram uma única filha, que está casada e tem dois filhos. Soube que o Grifo faleceu e a tia Helena casou-se novamente. A tia Helena e a Tia Alice eram irmãs, amigas, vizinhas, uma morava em frente a casa da outra, ambas compartilhavam alegrias, tristezas, secretos e tenho certeza que tia Helena deve sentir muitas saudades da tia Alice. Caso haja mais algum interesse por parte dos conterrâneos do meu pai, sobre a família do Ferreiro de Valdanta, basta deixar um comentário e que responderei assim que possível. Abraços fraternos. Beth.


De Beth a 17 de Julho de 2011 às 20:39
É com grande tristeza que comunico a este blog, que meu tio Aniceto, acima retratado, hoje está no hospital, em uma UTII, após uma parada cardíaca, se encontra em vida vegetativa. Peço a quem o conheceu que reze para que Deus na sua infinita misericórdia ilumine sua vida. Beth.


De Beth a 21 de Julho de 2011 às 22:32
Infelizmente, é um grande pesar que comunico o falecimento do meu tio Aniceto, nesta última terça feira, dia 19 de julho de 2011. Que Jesus o acolha em seus braços. Sentirei saudades das nossas conversas filosóficas a respeito de religião e de história. Meu pai certamente lhe fará companhia e lá no céu mais uma estrelinha estará a brilhar. Beth.


Comentar post

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006