Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Quinta-feira, 23 de Agosto de 2007
O Alfaiate de Sanjurge
 
Nos tempos da vida “barata”, que por sinal era muito cara, a maior parte dos artesãos não tinha oficina própria e, normalmente, fazia a sua obra em casa dos “patrões”, ou seja, em casa dos interessados ou dos clientes, usando o termo actual. Vamos dar como exemplo o “alfaiate”. Um chefe de família via as necessidades que havia em casa, dele dos filhos, dos criados…, deslocava-se à cidade a uma loja de tecidos ou num vendedor ambulante, comprava os “panos” necessários e contratava um alfaiate que deveria deslocar-se a sua casa para fazer a obra necessária. Contrata-se ao dia com ou sem alojamento e alimentação.
 
Numa ocasião destas, um chefe de família de Valdanta teve necessidade de mandar fazer umas “roupas” para ele e para os filhos, até porque o mais velho, nesse ano ia às “sortes” e deveria apresentar-se com uma roupa nova para não fazer má figura. Foi a Chaves comprou uns “cortes” e contratou um alfaiate de Sanjurge para fazer o serviço mas só com alimentação, sem alojamento porque queria dormir todas as noites na sua cama.
 
O homem, apresentava-se ao serviço ao nascer do dia e só regressava a casa todas as noites após a ceia. Comia-se o que a terra dava e em Valdanta a ceia, na maior parte das ocasiões e em quase todas as casas, era “chicharros” com couves e uma “argana” de bacalhau que era para dar o gosto, isto é o mesmo que dizer feijão frade com couves do caldo verde e um rabo de bacalhau mal demolhado.
 
Nesse dia, como de costume, não se fugiu à regra e ceou-se chicharros com couves, mas desta vez estavam mal cozidos, até se pode dizer que estavam mais crus do que cozidos. Cumprida a última refeição, o alfaiate de Sanjurje despediu-se e fez-se ao caminho já que ainda tinha caminho para andar e há muito tempo que era de noite pois ainda estávamos nos dias pequenos. Não se sabe porquê, mas o raio dos chicharros deram-lhe volta à barriga e o homem teve que aliviá-la nos outeiros do Lombo. Escolheu um sítio protegido no meio das fragas e deu de corpo, deixando a “encomenda” à intempérie.
 
Durante a noite choveu a “potes” e os feijões semi-cozidos que o alfaiate comeu e aliviou foram lavados de tal maneira que ficaram “como novos”, parecendo mesmo que ficaram ali esquecidos por alguém.
 
Passou por ali a “patroa” ocasional do alfaiate que tinha ido à procura de uma vassoura de “mata-pulga” que eram abundantes nessa zona e viu ali aqueles feijões tão limpinhos, tão inteirinhos que não resistiu em levá-los consigo e acrescentá-los aos que iria cozinhar nessa noite para a ceia deles e do alfaiate. É que era uma ajuda muito grande pois o alfaiate comia como um alarve.
 
Ia a ceia a meio quando a “patroa” resolveu contar do “achado que tinha encontrado nos outeiros do Lombo.
 
- De certeza que alguém se esqueceu deles ali!... Senão… Como é que foram ali parar? Ainda era uma boa malga deles!... Se fosse só para nós dava para duas vezes… à vontade.
 
O alfaiate torceu o nariz, fungou e começou a enrolar as couves com os chicharros no prato e não comeu mais. Alegou que ainda tinha umas coisas para fazer em Sanjurje e que também estava mal disposto não lhe apetecia comer mais por isso se ia despedindo para ir andando e lá foi andando meio pensativo, meio agoniado a caminho de casa.
 
É que isto de comer a mesma comida duas vezes tem que se lhe diga.
 


publicado por J. Pereira às 10:07
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De Valdanta a 23 de Agosto de 2007 às 12:59
Ainda aqui há dias umas meninas de férias em França, queixaram-se que a casa delas nunca apareceu neste blog. Para as três meninas, aqui está a vossa casa branca e portão verdes. O abraço para todos os emigrantes e voltem sempre dar vida e alegria a este largo da cruz em Valdanta.


De A.Cruz a 23 de Agosto de 2007 às 23:48
Voltamos ao do costume.... a riqueza das «estórias », de outros tempos, o património natural, o património monumental, etc,etc...
Valha-nos o J.Pereira que nos vai nos lembrando o que a freguesia de Valdanta está a deixar perder...


De vitor a 14 de Setembro de 2007 às 13:03
eu e a minha prima estamos ali do lado esquerdo..

abraços para o meu padrinho preferido


Comentar post

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006