Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Domingo, 6 de Maio de 2007
Para todas as Mães

 

Hoje, como não podia deixar de ser, venho aqui oferecer estas rosas a todas as MÃES do mundo e em particular à minha MÃE com um Grande Beijo e votos de muitas fecicidades e longa vida.



publicado por J. Pereira às 20:15
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Lai Cruz a 6 de Maio de 2007 às 22:50

"Hino ao Dia da Mãe

Uma mãe dá voz, é palavra sábia que lembra
desvenda caminhos, marca setas pelo chão
que se podem seguir ou não como quem brinca
há filhos escuteiros que passam horas assim
a explorar as serras, a fingirem-se perdidos
enquanto dura a luz, a alegria, a vida
tornando-se achados mal a fome aperta
«mãe onde estás, ó mãe» o ãe muito prolongado,
onde estás que eu agora tenho medo e não digo
finjo que me quero tornar valente, um herói
por todos estes cantos do mundo.

Uma mãe aquece, é o lume mais pequenino
mais desperto, mais vivo, mais quente
de qualquer coração vermelho de filho
e assim alimenta, põe ao forno a levedar
a receita de querer crescer, «vamos, vamos
é tempo de ir para a escola, fizeste os deveres todos?»
a camisola esquecida no quarto
lembra as malhas que a vida tece, os nós
os pontos que se unem e vestem
vestem de orgulho o filho, o mais bonito
qualquer filho é para a mãe o mais bonito.

(…) Uma mãe é tudo, e isso é tanto que não se explica
o segredo da vida não se explica
porque não se pode e ainda bem
porque é mistério e a cada um pertence
porque é prenda feita flor
ou o barro moldado às mãos do filho
um desenho pintado de tantas cores
a frase diversa, a letra feita forma
de escrever a direito o que o coração manda
numa frase, a mesma ideia
para a minha mãe, a melhor do mundo."

in Ternura, Pedro Strecht

Uma mãe é tudo.... e a minha é tanto.... tanto... que não se explica mesmo...
Um beijinho para ti MÃE.



De Tonho a 6 de Maio de 2007 às 23:06

Dedico a todas as Mães (e Mulheres):

Com olhos de olhar profundo,
Com lábios de tal frescura,
Deus fez esta criatura
Do que mais belo há no mundo

de João Marcos
In Balaio de Camarinhas



De J. Pereira a 7 de Maio de 2007 às 11:03
Hoje, com mais um pouco de vagar, venho aqui agradecer à Lai e ao Tonho as palavras amorosas que dedicaram às mães.
Este fim de semana tive muito pouco vagar para me dedicar ao Blog como eu pensava e queria, mas deu para ir ao meu quintal tirar umas fotografias a umas flores e dedicá-las às mães de todo o mundo. O problema foi a filha ter vindo ver a mãe.
Não sei se haverá palavras que consigam explicar o sentimento de uma mãe. Eu acho que não há.
Neste momento recordo todas as mães e não consigo distinguir umas das outras, embora, por razões afectivas, a nossa mãe e a mãe dos nossos filhos nos digam mais alguma coisa, mas!...
Vou recordar algumas mães de Valdanta, que pelo seu sentido de maternidade, dificuldades da vida e principalmente porque os pais não o souberam ser e nem merecem que lhes chamem assim. Recordo a Pepa, a Perruca, a Binóia, a Teresa, a Alice Pedreira por tudo que passaram para criar os seus filhos e recordo aquelas que como a minha mãe criaram um rancho de filhos e foram felizes, como a tia Aurinda, a Roucha, a sr.ª Emília, a mulher do Carvalho da Abobeleira, a minha avó Adelaide, a minha avó Martinha do Cando e tantas que neste momento não lembro.
Para todas as mães, sem excepção e para todas as mulheres em geral um beijo do tamanho do Mundo e um "Bem Hajam" pelo bem que nos querem.

Zé d'Arminda


De de Aboim da Nóbrega, a 15 de Junho de 2007 às 19:22
Meu caro Sr, quem escreve assim, sente sinceramente o que diz. Eu descobri melhor isso em mim, desde que li o texto:

PARA AS MULHERES DE VALOR

“Quando Deus fez a mulher, já estava a trabalhar há seis dias consecutivos. Apareceu um anjo que lhe perguntou: "Deus, porque estás a perder tanto tempo com esta criação? "Ao que Deus respondeu: ”já viste a minha lista de especificações para este projecto? Ela tem que ser completamente lavável, mas sem ser de plástico, tem mais de 200 partes móveis, todas substituíveis, e é capaz de sobreviver com muito pouca coisa, tem um colo capaz de segurar em quatro crianças ao mesmo tempo, tem um beijo capaz de curar qualquer coisa desde um arranhão no joelho a um coração ferido e faz isto tudo apenas com duas mãos. "O anjo ficou estupefacto com estas especificações. "Só duas mãos!? Impossível! E este é o modelo normal? É muito trabalho só para um dia. É melhor acabares só amanhã."

"Nem pensar", protestou Deus. "Estou quase a acabar esta criação que me é tão querida. Ela já é capaz de se curar a si própria quando fica doente. E consegue trabalhar 18 horas por dia. "O anjo aproximou-se e tocou na mulher. "Mas fizeste-a tão macia e delicada, meu Deus". "Sim, mas também pode ser muito resistente. Nem fazes ideia o que ela pode fazer e aguentar." "E ela vai ser capaz de pensar?" perguntou o anjo. "Não só é capaz de pensar como é capaz de negociar e convencer".

O anjo então reparou num pormenor e tocou na cara da mulher: "Ups, parece que tens uma fuga neste modelo. Eu disse-te que estavas a tentar fazer demais numa criatura só." "Isso não é uma fuga, é uma lágrima”. "E para que é que isso serve?" perguntou o anjo. "A lágrima é o seu modo de exprimir alegria, pena, dor, desilusão, amor, solidão, luto e orgulho. "O anjo estava impressionado. "És um génio, Deus. Pensaste em tudo." E de facto as mulheres são verdadeiramente espantosas. Têm capacidades que surpreendem os homens. Carregam fardos e dificuldades, mas mantendo um clima de felicidade, amor e alegria. Sorriem quando querem gritar. Cantam quando querem chorar. Choram quando estão felizes e riem quando estão nervosas. Lutam por aquilo em que acreditam e não aguentam injustiças. Não aceitam um "não" quando acreditam que existe uma solução melhor Prescindem de tudo para dar à família. Vão com um amigo assustado ao médico. Amam incondicionalmente. Choram quando os seus filhos são os melhores e aplaudem quando um amigo ganha um prémio. Ficam radiantes quando nasce um bebé ou quando alguém se casa. Ficam devastadas com a morte de alguém querido, mas mantêm a força além de todos os limites. Sabem que um abraço e um beijo podem curar qualquer desgosto.

Existem mulheres de todos os formatos, tamanhos e cores. Elas conduzem, voam, andam e correm numa luta suave só para mostrar que se preocupam com o próximo. O coração de uma mulher mantém este mundo a andar. Elas trazem alegria, esperança e amor. Dão apoio moral à sua família e amigos. As mulheres têm coisas vitais a dizer e tudo para dar. NO ENTANTO, EXISTE UM DEFEITO NAS MULHERES... É QUE ELAS SE ESQUECEM CONSTANTEMENTE DO SEU VALOR!”

Desconheço o autor deste texto. Penso que terá sido o valor do coração de Mulher a escreve-lo. Que pena não serem as mulheres a governar o mundo… Obrigado às Mulheres por terem gerado a existência de todos nós com a suavidade do vosso amor.

FELIZ DIA da MULHER… FELIZ DIA DA MÃE… E TODOS OS OUTROS dias…

O Dia da Mulher é todo aquele em que respiramos… Ao homem que não respeita, nem a si próprio, recomenda-lhe que leia este texto em voz alta… O Humanismo aumenta na ordem inversa ao lucro fácil…
Parece-me que subscrevem este texto, os homens com H grande e os que acreditam que o futuro do mundo estaria bem melhor nas mãos das MULHERES."

Aceite os parabéns do Minhoto, Félix Vieira

http://brutomeigo.blogspot.com/


Comentar post

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006