Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Terça-feira, 23 de Junho de 2009
Delícias Selvagens

 

 

 

Estas delícias são os bifes dos pobres.

Deliciosas a comer e a procurá-las pelos montes são um manjar em qualquer altura do ano, embora nem sempre se encontrem para desconsolo de quem as procura. Penso que também não é muito usual encontrá-las nesta altura, mas estas são mesmo desta época e de Valdanta, pois claro.

Por aqui, apenas podem admirá-las porque eu também só as vi e não as provei.

São casos acontecidos, como diria o nosso amigo Blero.

 



publicado por J. Pereira às 23:58
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Quarta-feira, 17 de Junho de 2009
Primeira Presa

 

Um dia perguntei a alguém, com alguma responsabilidade, se me sabia dizer em que freguesia está situado o moinho no rio Tâmega conhecido por "Primeira Presa". Respondeu-me que não, não fazia a menor ideia. Perguntei depois a um antigo moleiro e também pouco sabia, mas pensava que era de Vila Nova de Veiga.

Passei recentemente pelo local, conversei com o dono do restaurante que ali se instalou e disse-me que agora é de Curalha pois havia uma grande confusão porque pertencia a uma quinta "ali para cima" e ele registou aquilo na freguesia de Curalha, de onde ele é natural e onde reside.

Boa!...

Os interesses da freguesia de Valdanta por estas bandas estão salvaguardados? Quem sabe onde começam e acabam os limites da freguesia? Não vale a pena arranjar mais confusão, ficamo-nos por aqui a apreciar este magnífico jardim mas com muita poluição, segundo me disseram, pois já nem sequer há peixes por ali.

 

 

 

Este moinho ainda está em funcionamento, deveria preservar-se e não o "assassinar" com ideias que deixam muito a desejar. A obra e o local merecem-no.

 

 

 

Noutros tempos por aqui passávamos, as horas quentes da sesta, a tomar banho e a pescar à mão para um saco de pano. Os melhores pescadores eram o Poulão e o Charrua, porque eram mais velhos e sabiam muito do ofício.

 

 

Esta é a fraga de onde se podia mergulhar, conhecida pela Fraga Lisa, ou de Vila Nova.

Um paraíso quase perdido? Salvem o Tâmega, por favor.

 

 



publicado por J. Pereira às 16:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 11 de Junho de 2009
Miminhos

 

 

 

Palavras para quê?

 



publicado por J. Pereira às 14:55
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 4 de Junho de 2009
Gêmeas falsas

 

 

Estas meninas gêmeas (falsas) já terão nesta altura mais de meio século de idade e, acho eu, ainda vivem do outro lado do Atlântico.

São filhas de dois Valdantinos que emigraram para terras de samba e futebol e, ele por lá ficou, ela ainda pensa num possível regresso.

Não sei o nome delas, por isso peço-lhes que se apresentem a quem por aqui passa.

Um beijo para elas.

 

 



publicado por J. Pereira às 21:31
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 2 de Junho de 2009
Cerejas

 

“C E R E J A S”

 

A Primavera já está a inclinar-se cada vez mais para o Verão.

Não tanto porque este a atraia fatalmente, mas mais porque o Inverno, contrariando o calendário, a carrega com dias frescos, às vezes frios, nuvens escuras, ventos agrestes e chuvas «trombudas» e «atrevoadas».

O mercúrio, tão veloz, só muito devagar é que sobe os degraus até ao décimo.

Nestes fins de Maio, as cerejas aparecem-nos de um lado e do outro, nas bermas das estradas.

E a caixa de papelão que as acomoda seria de boa serventia se aqui, por aqui, na área urbana, nas novas grutas ou cavernas de cimento armado, houvesse lareiras, e canhotos para se fazer o borralho.

Lá para baixo fazem «ginginha» com as cerejas.

Cá para cima, fazemos doce e brincos nas orelhas.

E se nos escarrapachamos numa galha, para apanhar um fartote delas, estamos, mas é, sujeitos a dar um grande trambolhão.

Das árvores de fruto, quando carregadinhas, a Cerdeira é, provavelmente, a que mais nos fulmina de cobiça e de encanto. As folhas, as cerejas, as galhas tomam-nos conta dos nossos olhos.

E a passarada enche-nos de raiva por nos roubar, com tanto atrevimento, aqueles irisados e suculentos caramelos de mil compotas que, mal os chegamos à boca, nos derretem de consolo.

E até o carocito parece fazer-nos gostosas cócegas, sempre que nos cai na mão!

Que bem que nos sabem as cerejas!

Nem a descoberta de um mais que secreto e precioso segredo nos causa maior gosto!

Madurinhas, colhidinhas de fresco, em brinquinhos molhados na água da caçoula, “sabem-nos pela vida”!

Cerejas!

Num Maio florido, onde a tristeza e a saudade de felicidades perdidas se escondem entre o branco do papel e a cor das palavras que se escrevem.

Vem aí o Verão!

Se vier.

E se virem!

 
 
 
Tupamaro

 

 

  

 



publicado por J. Pereira às 00:07
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006