Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Terça-feira, 22 de Abril de 2008
Pensamento do Dia

 

 

Para o Pensamento do Dia de hoje recorremos a um "brasileiro" de Valdanta, que por sinal é filho do ti Malanga, que Deus tem. Chama-se Arnaldo e ora vive em Setúbal, ora no Rio de Janeiro.

Dizia-me ele com toda a convicção de pessoa sapiente, isto é, perfeitamente conhecedora do assunto:

- O homem é como uma vassoura, sem pau não vale nada!...

.



publicado por J. Pereira às 22:31
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Segunda-feira, 21 de Abril de 2008
Tesouro Regional

 

 

 

Isto é, de facto, um dos maiores tesouros regionais de Chaves, o seu presunto.

Hoje, não é muito fácil encontrar uma preciosidade destas conseguida da sua forma mais tradicional, mas ainda se encontram alguns por aí. É que, é mais fácil passar pelo talho, comprar uns presuntos de um porco qualquer, até com menos gordura e curá-los, e aí sim, na forma do costume.

 

Comprar o bacorinho, criá-lo com produtos exclusivamente caseiros, sem rações, e dar-lhe o carinho e estimação que merece já não é muito fácil, mas só assim se consegue o verdadeiro tesouro como o que vemos na imagem e que eu, penso que ainda, irei prová-lo, mas antecipadamente vos garanto que é genuíno.

 

A secagem em tempo certo e a conservaçãoo numa adega escura são a receita para que no ano seguinte se coma um petisco como não haverá muitos que se lhe comparem.

Bom apetite para todos.

 



publicado por J. Pereira às 10:18
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Sexta-feira, 18 de Abril de 2008
Lagar dos Mouros ou Ara Romana?

 

 

No Cando existe, no quintal do senhor Augusto uma escavação na rocha a que chamam "Lagar dos Mouros" e é composto por uma escavação com cerca de 2.00mx2.00m, a que chamam lagar, e outra mais pequena com cerca de 1.00x0.50m e 0.60m de profundidade denominada lagareta.

Existe um sulco na rocha que liga as duas escavações, por isso lhe chamam lagar.

Eu, que não sou nada entendido nestas questões de história, por isso não me posso alargar em grandes comentários, mas o senhor Augusto já ouviu tantas versões de entendidos que nos disse que há quem considere estas pedras um Altar Romano ou Ara Romana. A parte superior era o altar propriamente dito onde faziam a imolação e a chamada lagareta o recipiente para onde corria o sangue da vítima imolada.

Como disse não me posso pronunciar sobre o assunto, por ignorância, mas gostava que os entendidos nos ilucidassem sobre este achado arqueológico.

Esperamos por isso.

.



publicado por J. Pereira às 20:50
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 16 de Abril de 2008
Um exemplo e um orgulho.

No Post anterior dei a notícia de que a SIC apresentou no Domingo passado o 4.º Campeonato Nacional da Lingua Portuguesa e vimos que, para grande orgulho de todos quantos gostam da região flaviense, quem arrebatou o 1-º lugar na classe de menos de 15 anos foi a flaviense Sofia Silva.

Como não tinha qualquer fotografia dela apresento-vo-la agora. A Sofia é esta menina de olhar tímido e cabelos claros que aqui vemos acompanhado do seu pai e da irmã mais velha.

Quando a vi na SIC fiquei surpreendido de como por trás daquela timidez estava uma menina com tanta capacidade.  

Quero desejar à Sofia as maiores felicidades do mundo e continue a ser perspicaz, lutadora e concentrada nas suas atitudes.

Que o seu exemplo seja um incentivo e uma liçao para todos os jovens da nossa terra.

Um beijinho de parabéns para a Sofia.

 

 



publicado por J. Pereira às 21:27
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Domingo, 13 de Abril de 2008
Vitória de uma Flaviense

Hoje não tenho imagens de Valdanta mas notícias de uma flaviense que ganhou o campeonato de língua portuguesa realizado pela SIC e que teve como vencedores os seguintes concorrentes.

GRANDE FINAL

 

PARABÉNS AOS VENCEDORES

Menores de 15 anos
1.º Classificado - Sofia Silva,
2.º Classificado - Ricardo Correia Magalhães,
3.º Classificado - João Rebelo Pires.

Entre os 15 - 18 anos
1.º Classificado - Gonçalo Simões,
2.º Classificado - Pedro Carretas,
3.º Classificado - Filipe Gonçalves.

Maiores de 18 anos
1.º Classificado - António Pascoalinho,
2.º Classificado - Manuel Vaz Sousa,
3.º Classificado - Manuel Dias Lopes.

 

Destaco que a Sofia Silva é de Chaves, filha do meu colega  de trabalho, engenheiro Jorge Silva, para quem mando um abraço e os meus mais sinceros parabéns, principalmente para a sua filha Sofia.

.



publicado por J. Pereira às 20:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sábado, 12 de Abril de 2008
Batalha de La Lys
Um pouco atrasado, mas dentro dos prazos legais, venho aqui mais uma vez mostrar alguma coisa sobre a Batalha de La Lys e desta vez apresento um artigo que saiu no Sapo e que nos relata um pouco desta página triste mas heróica da nossa História.
Este assunto toca-me particularmente porque, que eu saiba ou tenha conhecimento, houve, pelo menos, três Valdantenses que tiveram acção neste teatro de guerra, os que não podemos esquecer e devemos prestar a nossa homenagem e que oram:
José António Barreira (avô do Marcelo Barreira, nosso visitante desde o Brasil)
António Pereira (meu avô paterno)
Francisco Coelho (avô do Jorge Coelho, que nos visita desde o Porto).
Não sei se houve mais e até acho que também esteve com eles um Valdantense da Abobeleira, mas não sei quem foi.
Para todos, Valdantenses e outros a minha Homenagem.
Batalha do Lys
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Trincheiras em La Lys.
Trincheiras em La Lys.
Ingleses e portugueses, feitos prisioneiros em La Lys (região da Flandres) pelos alemães em 1918.
Ingleses e portugueses, feitos prisioneiros em La Lys (região da Flandres) pelos alemães em 1918.
A Batalha do Lys (conforme a historiografia francesa) ou Batalha de La Lys, também conhecida como Batalha de Ypres 1918, ou ainda Quarta Batalha de Ypres , e como Batalha de Armentières pela historiogafia britânica e a alemã, deu-se entre 9 e 29 de Abril de 1918, no vale da ribeira da La Lys, sector de Ypres, na região da Flandres, na Bélgica.
Nesta batalha, que marcou a participação de Portugal na Primeira Guerra Mundial, os exércitos alemães, provocaram uma estrondosa derrota às tropas portuguesas, constituindo a maior catástrofe militar portuguesa depois da batalha de Alcácer-Quibir, em 1578.
A frente de combate distribuía-se numa extensa linha de 55 quilómetros, entre as localidades de Gravelle e de Armentières, guarnecida pelo 11° Corpo Britânico, com cerca de 84.000 homens, entre os quais se compreendia a 2ª divisão do Corpo Expedicionário Português (CEP), constituída por cerca de 20 000 homens, dos quais somente pouco mais de 15 000 estavam nas primeiras linhas, comandados pelo general Gomes da Costa.
Esta linha viu-se impotente para sustentar o embate de oito divisões do 6º Exército Alemão, com cerca de 55 000 homens comandados pelo general Ferdinand von Quast (1850-1934). Essa ofensiva alemã, montada por Erich Ludendorff, ficou conhecida como ofensiva "Georgette" e visava a tomada de Calais e Boulogne-sur-Mer.
As tropas portuguesas, em apenas quatro horas de batalha, perderam cerca de 7.500 homens entre mortos, feridos, desaparecidos e prisioneiros, ou seja mais de um terço dos efectivos, entre os quais 327 oficiais.
Entre as diversas razões para esta derrota tão evidente, têm sido citadas, por diversos historiadores, as seguintes:
  • A revolução havida no mês de Dezembro de 1917, em Lisboa, que colocou na Presidência da República o Major Doutor Sidónio Pais, o qual alterou profundamente a política de beligerância prosseguida antes pelo Partido Democrático.
  • A chamada a Lisboa, por ordem de Sidónio Pais, de muitos oficiais com experiência de guerra ou por razões de perseguição política ou de favor político.
  • Devido à falta de barcos, as tropas portuguesas não foram rendidas pelas inglesas, o que provocou um grande desânimo nos soldados. Além disso, alguns oficiais, com maior poder económico e de influência, conseguiram regressar a Portugal, mas não voltaram para ocupar os seus postos.
  • O moral do exército era tão baixo que houve insubordinações, deserção e suicídios.
  • O armamento alemão era muito melhor em qualidade e quantidade do que o usado pelas tropas portuguesas o qual, no entanto, era igual ao das tropas britânicas.
  • O ataque alemão deu-se no dia em que as tropas lusas tinham recebido ordens para, finalmente, serem deslocadas para posições mais à rectaguarda.
  • As tropas britânicas recuaram em suas posições, deixando expostos os flancos do CEP, facilitando o seu envolvimento e aniquilação.
O resultado da batalha já era esperado por oficiais responsáveis dentro do CEP, Gomes da Costa e Sinel de Cordes, que por diversas vezes tinham comunicado ao governo português o estado calamitoso das tropas.


publicado por J. Pereira às 14:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 11 de Abril de 2008
Os Moinhos do Salgueiro

Tentei chegar aos moinhos do Salgueiro, uma ideia que me moia o cérebro, mas o que encontrei foi apenas isto, pois não me foi possível aproximar-me mais do local.

Estes moinhos, propriedade dos Morilhos de Valdanta (avô da Lai), fizeram as delícias da minha infância e juventude.  Tanto de verão como de inverno por aqui passei muitas horas. Por aqui procurei ninhos de carriça, melros, rouxinóis e outros. Por aqui armei aos tordos, tângeros, folecras, tralhões, felósias e a tudo que era pássaro. Por aqui matei a sede e me refresquei nas tardes de verão, mas agora apenas encontrei isto que se vê.

Por aqui se curavam tremoços e linho.

Nestes lameiros brinquei, corri, saltei, rebolei e bati com a cara no chão e nas árvores.

Neste local da fotografia afogou-se um cão do ti Alfaiate chamado Matul. Obra de um indivíduo chamado Abel. É o único local que está como era.

Só não entendi uma coisa. Porque é que, não estando a barragem cheia corre esta água a jusante dela? Porque tem esta cor "ferral" se antigamente era cristalina?

Não sei. Fiquem-se apenas com as imagens.

 

 

 

 

.



publicado por J. Pereira às 10:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Segunda-feira, 7 de Abril de 2008
Ainda o furto do Sacrário

Ontem estive em Valdanta e quis certificar-me do acontecido e o que encontrei foi isto...

Não tenho mais palavras!

 



publicado por J. Pereira às 09:55
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 4 de Abril de 2008
Roubaram o Sacrário da Igreja de Valdanta

 

 

Se há assuntos que me magoam profundamente é a falta de respeito por instituições, pessoas, coisas, propriedade, crenças ou simples manifestações de afecto, pesar, alegria ou fé naquilo que as pessoas acreditam.
 
Entristece-me muito o que se passou em Valdanta na noite a seguir ao Domingo de Páscoa. Assaltaram a Igreja Paroquial e roubaram o sacrário do altar-mor.
 
É claro que quem roubou não o fez pelo facto de adquirir um bem que gostaria de possuir e que para isso não tinha possibilidades. Não roubou para poder matar a fome a filhos porque a vida está muito difícil. Não roubou porque precisava daquele objecto para o governo da sua vida. Roubou com segundas intenções. Roubou, sabe-se lá para quê, porque alguém lhe encomendou este serviço. Roubou, possivelmente, porque o conteúdo do sacrário continha “coisa sagrada” e que proporcionava para a realização de rituais adversos à crença dos proprietários deste tesouro.
 
Acho que cada pessoa tem o direito à simpatia, quer seja ela política, religiosa, desportiva ou outra sem que terceiros actuem com violência, falsidades ou outros meios no sentido de prejudicarem as suas convicções.
 
Sabemos que há organizações secretas que se dedicam estas formas de afrontamentos com o intuito de prejudicar, principalmente a fé católica. Se estas organizações que tanto defendem a dignificação do ser humano são assim tão boas e tão generosas, porque é que são secretas? Porque é que não vêm à luz do dia expor os seus argumentos e clarificar os seus actos defendendo as suas ideias?
 
Não entendo e também não estou interessado em entender, sei apenas que estou muito triste e que, se os assaltos frequentes às lojas da freguesia me entristeciam, este apavora-me muito mais.
 
Valdanta sempre foi uma freguesia pacata, sem grandes desacatos ou desordens públicas e espero que assim volte a ser e que a calma, honestidade, paz e o orgulho de ser deste cantinho estejam sempre na mente de todos quantos a amam.
 
.


publicado por J. Pereira às 00:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 1 de Abril de 2008
Notícias de Última Hora!...
VALDOLMÉNICOS!
VALTOLMÉNICOS!
VALDANTENSES!
VALDANTANOS!
            VALDANTINOS!
 
 
Parabéns!
 
A RÁDIO LEIRANCO acaba de emitir um vibrante discurso do tribuno-mor da Euro-cidade Chaverin, no qual é anunciado (entre outras):
 
1 -  O início imediato da construção da Avenida-Circunvalação a ligar a Cidade a Abobeleira, Valdanta, Cando e Granginha, até à Ribeira.
2
a) O Centro de Valdanta   -   área da Igreja Matriz, Cemitério, Escolas   -   será imediatamente ajardinado e ordenado; apoiado por Instalações Sanitárias modernas, funcionais  (adaptadas a Pessoas com deficiência, a Idosos, a Crianças, e Fraldário); Bancos (de repouso, e CaixaATM); Iluminação.
 
b) O Campo de FUTEBOL será adornado com RELVA já em Maio, e dotado com Pista de Tartan,  Bancada coberta, e Iluminação.
 
c) Os Tanques, as Fontes, os “Baldões” e os Poços, serão imediatamente limpos, arranjados e iluminados.
 
d) A Via – rápida de Seara-Velha será dotada com passeio, desde as Casas-dos-Montes até à “Capital da Carqueja”, com Rotunda arquitectónica no cruzamento para a Catedral da Capela e Barragem.
 
e) O acessso a OUTEIRO MACHADO vai ficar «um brinquinho».
 
f) Até 8 de Julho será construída uma PISTA PEDONAL desde a Groiva de Abobeleira, passando pelos famosos “Vales” de Valdanta, Cando e Granginha, circundando a Freguesia, até ao Pedrete.
 
g) No PEDRETE Valdantino será construída uma Piscina Coberta.
 
i) No Domingo de S. Domingos será inaugurada a Abertura do Centro Social de Abobeleira, a Biblioteca de Valdanta, o Pavilhão Multimeios do CANDO, a Estação Arqueológica e o Museu da GRANGINHA.
O Pavilhão Polidesportivo foi inaugurado ontem!
 
 
VALDANTÓNICOS, que melhor tónico do que este, receitado a preceito e administrado com precisão por quem não quer, bem pode, e mal manda?
 
Que grande …………..Festa!!!!!!!!!!!!!!!
 
 
 
Neste celebrado e celebérrimo 1 de Abril,
 
saúda-vos
 
 
Tupamaro
 


publicado por J. Pereira às 13:55
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006