Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Quinta-feira, 28 de Setembro de 2006
Craques à moda antiga

Vejam lá se ainda se lembram destes craques de futebol dos anos 60?

Um, com 54 anos de idade, ainda é atleta de alta competição, pois corre a Maratona nos veteranos do clube dos ferroviários. O outro não cresceu muito mas alargou bastante e está para as bandas de lá do Atlântico.

 



publicado por J. Pereira às 23:16
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 26 de Setembro de 2006
Exame para a G.N.R.
          Noutros tempos, para fugir ao trabalho árduo do campo e sem qualquer remuneração, a não ser as migas diárias e uma roupa nova para a Páscoa ou para a festa do Sagrado Coração de Jesus (quando o ano corria de feição), qualquer rapaz que tivesse a 4.ª classe, mais que 1.65 m de altura e fosse mais ou menos saudável, logo que cumprisse o serviço militar obrigatório candidatava-se ao lugar de soldado num dos ramos das forças paramilitares (Polícia, Guarda Fiscal ou Guarda Nacional Republicana).
          Diga-se, em abono da verdade, que foram estes corajosos (antes da emigração) que tiveram a possibilidade de dar alguma formação aos filhos e deles descenderam muitos doutores e pessoas ilustres.
          Em Valdanta não era diferente das outras aldeias da região por isso também por aqui houve muita boa gente que concorreu para estes serviços públicos.
          Decorria o ano de 1943, a 2ª Grande Guerra estava longe do fim, o que se produzia no país era enviado para as zonas de batalha, a Guerra Civil de Espanha também tinha deixado muitas feridas, principalmente nas aldeias fronteiriças, foi então que o Zé Latas, acabado de cumprir o serviço militar, habituado já a algumas mordomias que em casa dos pais não encontrava resolveu candidatar-se ao posto de soldado da G.N.R..
Meteu os “papéis” e aguardou que o chamassem para prestar provas.
          Das provas físicas não tinha ele grande medo, pois estava na força da idade, sempre fora habituado ao trabalho duro do campo e com a alimentação e exercícios da vida militar, sentia-se mais ou menos preparado. As provas escritas, é que lhe metiam um certo acanhamento, já que desde que fizera a 4.ª classe, nunca mais pegara num livro ou jornal para se actualizar.
          Enquanto esperava que fosse chamado a provas foi estudando alguma coisa, pediu que lhe fizessem uns ditados tentou resolver alguns problemas do caderno que ainda tinha da 4.ª classe e lá se foi preparando até que chegou o dia das provas de ingresso.
          As contas lá correram mais ou menos, apenas sentiu alguma dificuldade nos “eibões” que é o mesmo que dizer “e vão 2...etc.”, contava ele quando, depois do exame soube que passou e que brevemente iria vestir farda nova com boné e tudo.
          O maior orgulho dele foi que no ditado apenas deu “2” erros, não foi porque não soubesse mas porque trocou o “H” no nome do primeiro rei de Portugal. Ele bem sabia que tinha um H, mas não sabia onde e...  escreveu “Hafonso Enriques”.
         - Apenas com uma letra dei dois erros dizia ele orgulhoso.


publicado por J. Pereira às 17:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 21 de Setembro de 2006
À Cândida com Carinho e Admiração

Carta de Chamada

Carta de Chamada resulta do projecto desenvolvido pela Fundação Fernando Ortiz - "El archivo de la palabra: lusitanos en Cuba", destinado a preservar e difundir a memória dos portugueses emigrados naquela ilha. Neste livro, o autor resgata as memórias da última emigrante portuguesa em La Habana, Maria Cândida dos Santos, cujo inventário de penas e vicissitudes é a prova das dolorosas contingências da emigração. "Um depoimento que reflecte a vida no exílio, o seu desenraizamento, e esse espelho côncavo de sensações misturadas, entre a nostalgia e o arreigo a uma nova terra de adopção".

Autores:

 

Aurelio Francos Lauredo

 

                    Este livro encontra-se à venda na Escola Superior de Educação de Setúbal e retrata a vida da última imigrante portuguesa, Maria Cândida dos Santos, a chegar a Cuba, antes da tomada do poder pelo regime de Fidel Castro.

Em terra de emigrantes e agora, também de imigrantes, não causaria grande impacto a publicação de mais um livro sobre o fenómeno migratório, mas este tem um sabor especial porque se trata de uma filha de Valdanta. Sim, é verdade, a Maria Cândida dos Santos é, nem mais nem menos, a “Candutcha”, filha do “Domingos Tripa” e da “Sorita” que há perto de cinquenta anos partiu, com cerca de 13 anos de idade, dizendo adeus ao rincão natal à procura da mãe que entretanto também tinha procurado em terras de Fulgêncio Baptista aquilo que a terra-mãe lhe tinha negado.
É pouco mais velha que eu e, como fomos criados juntos, lembro-me perfeitamente dela. Visitou-nos há pouco tempo, mas não tive a oportunidade de a ver, mas vi e li o livro que ela nos trouxe. Lê-se de um folgo como diz um crítico literário.
Não vou fazer qualquer comentário ao livro e ao que nele está escrito, porque, pondo de parte algumas imprecisões referentes a locais e costumes, é um relato apaixonante de uma pessoa que sofreu o drama da emigração e a adopção de outra terra, considerando-a sua.
Há, no entanto, casos que me chocam e me fazem sentir admiração pela “Candutcha”, como o falecimento do seu filho e o desespero de não poder, nem sequer visitar o local onde jazem os seus restos mortais. Por este e outros momentos difíceis passados longe de tudo e de todos vai o meu apreço e o meu respeito pela Cândida. Se um dia voltar a Portugal gostava de a ver e conversar um pouco com ela.
Sobre este assunto teria imensas coisas para dizer, mas fico-me por aqui, desejando à “Candutcha” muitas felicidades e um rápido regresso às origens.
Um abraço amigo.


publicado por J. Pereira às 01:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Acabou o Bem-Bom

Acabou o Bem-Bom. Vamos ao trabalhinho.

Pois é. Acabaram as férias,  vamos lá começar a fazer alguma coisa.

Um bom ano de trabalho para todos.



publicado por J. Pereira às 01:01
link do post | comentar | favorito

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006