Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Terça-feira, 17 de Abril de 2007
O Quim Morilho

 

Hoje quero prestar uma singela mas sincera homenagem a um amigo que, faz hoje anos, partiu e deixou muitas saudades.

 

Tenho várias fotografias dele, mas não consegui inserir nenhuma no post, por isso mostro-vos, apenas, a sua adega que tão feliz fez o Ferreiro e mais alguns como o Caramona e o Acácio.

 

Suponho que nunca ninguém teve o privilégio de ver o Quim Morilho irritado com alguém, eu pelo menos nunca vi. Os pobres, que passavam por Valdanta, a primeira casa que procuravam era a casa do Morilho, pois ali havia sempre de comer e alojamento para todos. Lembro-me do Pilo da Pastoria, do Pouca Lambança, do Passa Rasteiras e outros que era ali que matavam a primeira fome e deixavam os seus haveres enquanto davam o resto da volta. Gente boa, sem dúvida!...

 

Quando eu era miúdo metia-se comigo de todas as maneiras e feitios e de adulto quando eu ia a Valdanta, ele bastava ver o carro parado junto à casa da minha mãe que perguntava logo se eu ia à teta da mãe.

 

Hoje, no dia em que eu e o seu neto Carlos (Shoio) fazemos anos, lembro-o no aniversário da sua morte com muito carinho e pedindo paz para a sua alma.

 

Não foi um dia muito fácil para mim, por isso também não saiu a homenagem que eu queria, mas como o possível, embora pouco, é melhor que nada, digo apenas: - Bem haja tio Quim pelo bem que me quiz.

 

Quero também agradecer a toda a gente que neste dia me deu os parabéns pelo meu aniversário com um abraço muito amigo e com muita satisfação pela ligação às minhas raízes. Bem hajam.

  Zé

 

 Afinal consegui umas fotografias.



publicado por J. Pereira às 21:53
link do post | comentar | favorito

19 comentários:
De cmpsantos a 17 de Abril de 2007 às 22:44
Um abraço e muitos parabéns para ti e para o (Shoio), e para o Tio Quim ca vai mais uma frase do ferreiro... "cadalho Murilho da ca mais um copo!!! só o teu vinho é que me mata a sede!!! c... Murilho!
Que descanse em Paz!!!


De Lai Cruz a 18 de Abril de 2007 às 10:49
Obrigado Zé, pelas palavras que dedicaste a meu pai.
Eu também nunca o vi irritado...

Como o recordo com saudade... o seu bom humor e a boa disposição!
QUE SAUDADES!!!

Lai Cruz


De Lai Cruz a 18 de Abril de 2007 às 11:06
Vou fazer uma confidência, algo que me marcou para sempre.
Sabem que nome o Quim Morilho chamava sempre à esposa?

“- FILHINHA.”
Isto não é lindo?

Hoje já não há disto!


De SHOIO a 18 de Abril de 2007 às 12:55
APROVEITO ESTE BLOG PRA AGRADECER A TODOS AQUELES QUE NÃO SE ESQUECERAM DE MIM,DESEJAR OS PARABENS O CHEFE E FORÇA PRA CONTINUAR NESTE MAGNIFICO CANTINHO DA NOSSA TERRA.
ESTE DIA(ONTEM) RECORDO COM UMA LAGRIMA NO CANTO DO OLHO,QUANDO O MEU AVÔ NOS DEIXOU(HÁ 15ANOS)EU ERA MUITO NOVO MAS TINHAMOS UMA GRANDE UNIÃO.
EU ERA O MENINO DO AVÔ,TENHO MUITAS HISTORIAS PRA CONTAR SOBRE ELE FICA AQUI PROMETIDO E SE O CHEFE ACHAR CONVENIENTE EU CONTO.
UM ABRAÇO PRA TODOS OS BLOGUISTAS


De cmpsantos a 18 de Abril de 2007 às 14:39
Lai, sabes, o que ele me disse com um sorriso como só ele tinha! quando conheceu a Lidia, "estás tramado ela é pequenina como a minha"! "eu sei bem o que tenho em casa"!
Anda comogo e deixas a conversar, têm muito a dizer uma á outra.


De J. Pereira a 18 de Abril de 2007 às 14:52
Ó Carlinhos, és sempre bem vindo a este espaço que é de todos os Valdantenses (naturais de Valdanta), Valdantinos ou Valdantanos (amigos e adotados por Valdanta). Tenho várias fotografias do teu avô mas não sei o que se passou que só consegui a da adega, era a sala de visitas por excelência do Morilho.
Quanto a estórias do Morilho e de outros, já deu para entender que tens piada e boa forma de contar, por isso quando quiseres mandas-me um mail e eu publico com alguma fotografia a condizer das que me manda a tua madrinha. Está bem? Este espaço é de Valdanta.


De rspereira a 18 de Abril de 2007 às 15:32
Ja li e reli este post mas nao conseguia escrever nem sequer uma palavra vamos ver se é desta.Eu como todos os sobrinhos deste grande homem gostavamos muito deleporque era divertido e muito amigo e entao dos filhos e dos netos so tinha dois quando faleceu mas gostava muito deles ,mas tinha uma queda especial pelo Carlinhos pois dizia que havia de ser como ele eu acho que nao se enganou.
Carlinhos eu e tu somos um pouco desafortunadostal como a ti o meu Abuelo tambem partiu para o mundo dos sonhos no dia dos meus anos ve-se que eramos os seus netos preferidos e assim nunca nos esquecemos,mas voltando ao tio ontem faziam 19 anos que ele nos deixou e parece que foi no outro dia otempo passa muito veloz .
Obrigada tio por tudo o que me ensinou um bem haja e que descanse em paz.Rosita


De Jorge Romao a 18 de Abril de 2007 às 16:48
Parabéns atrasados rapaz. Quando for a Valdanta vamos beber um copo.
Abraço.


De Tupamaro a 19 de Abril de 2007 às 00:06
Ouça lá, seu Netinho mimado, nós, os Netinhos da Granjinha, também somos Netinhos de VALDANTA (a nossa Freguesia) e, também, o queremos na Equipa dos Netinhos Mimalhos. Por isso, faça favor de contar as sua lindas histórias de Netinho.
E que tal fazermos a ""Tertúlia dos Netinhos da Freguesia de Valdanta"?
Logo no início das Férias ««fazíamos uma Borga»» aí no Largo, ou na Barragem ou/ e etc, e etc., e etc….
"Ajunte" os seus amigos Netinhos e vamos lá Recordar os nossos Avôs e Avós, certo?
Cá por mim, já vou a caminho.
Tupamaro


De miguel alves a 27 de Abril de 2007 às 21:11
Um abraço para o meu avo com saudades..
Até um dia...


De Marcelo Barreira a 18 de Abril de 2007 às 15:44
Parabéns amigo Zé e que Deus te dê bastante saúde!!!


De Lai Cruz a 18 de Abril de 2007 às 16:43
Um dia, o Quim Morilho andava a trabalhar no campo em frente a sua casa.
Nesse dia, este avó babado teve uma ajuda especial, a do seu neto predilecto, o Carlinhos.

Entretanto, no caminho ao lado, passa a Tia Amélia com um molho de erva (enorme) à cabeça.

O Avó diz ao neto a frase que havia de ser dita por aquele rapazito traquina de 5 anos:

- VIRA AMÉLIA!!!!!
Ela desviou o olhar para ver quem lhe falava e o molho cai no chão.

- JÁ VIRASTE!!! – respondeu o reguila.


De Jorge Romao a 18 de Abril de 2007 às 16:58
Lembro-me que quando era criança íamos às castanhas do Morilho . Tinha dois castanheiros enormes no caminho do Cando . Uma dia, estávamos lá a comer castanhas e ele apareceu de repente e fugimos a sete pés, pois começou a berrar connosco. Mesmo assim era uma pessoa muito educada e nunca fazia mal a ninguém. Tinha uma frase que é muito conhecida em Valdanta :
- oh zeca ! bai buscar as bacas ao monte!!!!
O Zeca era o irmao dele, penso eu.


De SHOIO a 19 de Abril de 2007 às 11:12
NO MEU COMENTARIO DE ONTEM TIVE UM LAPSO ONDE DISSE QUE O MEU AVÔ NOS DEIXOU HA 15 ANOS FOI HA 19 ANOS,COMO O TEMPO PASSA.
OBRIGADO ROSITA PELO TEU COMENTARIO,ESPERO QUE TUDO POR AÍ ESTEJA DO TEU AGRADO.

SAUDE PRA TODOS


De rspereira a 19 de Abril de 2007 às 15:02
Es um amor a lembras-te de mim .Sim por aqui vai tudo bem a parte a saudade que se tem da nossa terrinha .
Respondendo ao sr. Celestino que diz de ser um valdantano deve saber que os verdadeiros valdantanos pertencem praticamente à mesma familia ou porque o filho casou com a filha da outra famila oupor outras razoes somos uma grande e unica familia e o sr. como valdantano devia so ter orgulho nestas coisas que acontecem neste blog poruqe eu tenho visitado outros de aldeias da nossa cidade e nao vejo tantos visitantes como neste quem sabe porque? Nao sera que o sr. tem uma pontinha de inveja porque ninguem lhe manda beijinhos ou cumprimentos ? Se é isso nao se preocupe aquivao beijinhos da suica para o sr. Celestino .Rosita
Aqui vai uma historia real do tio murilho e do seu neto Carlinhos
Estava o tio Quim murilho na loja dos bois perto da fonte e estava com ele o seu neto porque desde que este comecou a andar nao o largava e seguia-o para todo o lado estavam eles a conversar do mais e do menos quando de repente o tio Quim pergunta ao neto :
-Olha kà quanto gostas de mim?
O miudo um pouco admirado da pergunta responde:
-Daqui ate soutelo
-Assim tao pouco gostas de mim? pergunta o avo
-Entao daqui ate a cidade. Responde o neto.
- Ainda é pouco . Volta a dizer o avo
- Entao daqui ate ao ceu. Replica o neto
-Nao, nao chega tem que ser ate mais longe .Insiste o avo
O neto ficou calado um pouco e depois respondeu.
- Entao gosto de ti ate ao c....... Assim jà chega avo?
O avo deu duas gargalhadas como so ele sabia dar e beijou o neto todo satisfeito


De Lai Cruz a 20 de Abril de 2007 às 02:14
Rosita
Estas longe… e tão presente.
Hoje fizeste-me emocionar… as tuas palavras fizeram-me arrepiar…
Obrigada por este momento…


De cmpsantos a 1 de Maio de 2007 às 20:42
Ó CHEFE

Muito obrigado por este momento!!!
cada vez que se vesita este Blog à uma surpresa, qual dela a mais agradavél?

Um abraço!!!

Carlos



De Lai Cruz a 1 de Maio de 2007 às 21:38
OLHA QUE CINCO!!!

Bela surpresa!!
Mais duas fotos do meu pai!!!!
O amor que tinha pelos filhos e esposa era inesgotável.

Nesta segunda foto podemos observar com que ternura e alegria abraçava a sua filha mais velha Isabel. O Jorge está ao colo, possivelmente a dar as primeiras palavras... e eu na barriga da minha mãe (grávida de 3 meses).
Zé, tu fantástico! Estou deveras sem palavras... Nem mil palavras conseguirão descrever os sentimentos que, estas imagens, publicados aqui, provocaram em mim…
Simplesmente admirável!!!
Um abraço do tamanho do Minho



De INÊS da CRUZ a 1 de Maio de 2007 às 21:59
Um beijinho para o meu querido avô Morilho.
Tive pena de não o conhecer, toda a gente se lembra dele e eu não tive essa sorte.
Mas fico contente quando a minha mãe (Lai) me conta coisas que ele fazia. E eram todas coisas boas. Ele era muito divertido e amiguinho dos seus filhos. Eu fiquei com uma coisa linda dele, que foi o meu apelido CRUZ.
E às vezes a minha mãe chama-me FILHINHA, agora já sei porque é. Era assim que o pai dela a chamava.

Inês da CRUZ


Comentar post

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006