Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Domingo, 8 de Abril de 2007
Domingo de Páscoa
Um dia de Primavera no qual, para além de crenças ou descrenças, frivolidades, rotinas, tradições, todos procuram colher umas pétalas de felicidade.
Degredado no ilhéu do desencanto, todavia, calhou-me, também, a sorte de uma pétala colher. Nela estava inscrita a notícia das melhoras do meu Amigo Zé Pereira.
O mar que me rodeia pareceu-se mais sereno; o sol atreveu-se por uma frincha entre as nuvens do meu céu; a aridez dos montes dos meus desenganos salpicou-se detufos floridos de esperanças, mesmo efémeras; e a passarada bravia dedicou-me um chilreio a cantar uma, uma só, Aleluia!
Entusiasmados com o Domingo de Ramos, os anjos e os santos permitiram-se uma semana diabrílica, o que perturbou a saúde de alguns dos meus amigos - Artur, Nando Pluto, João Cruz e Zé Pereira.
Não lhes perdoei. Apareci lá no céu e quis saber quais os culpados. Enquanto não se remirem do descuido em protegerem, «como deve ser», os meus Amigos, dos ataques das gripes, vírus, correntes de ar, impertinências, e outras «maleitas», eu, Tupamaro, Robin da Amizade, condenei-os ao Purgatório.
Ouvi-os já chamar pela Senhora de "Lurdes", das Brotas (está a chegar!), da Lapa (já levaram umas «lapadas»); e até pelo S. Caetano, e Srª. da Saúde! É que só saem de lá «depressa e rápido» se os meus Amigos melhorarem «RÁPIDO E DEPRESSA».
 
Palavra de Tupamaro!
 
Domingo de Páscoa.
M-8.4.07

sinto-me: A restabelecer

publicado por J. Pereira às 23:07
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De SexMachine a 9 de Abril de 2007 às 18:06

ó trup amaro,
cumo gozto de toubir!

tu num podez ter agarrapha pur perto, botas te logo a contar istórias. i é cada uma de faser xurar as pedras da calssada.
eu cando bebo maiz qe duas bottles dáme maiz pra drumir mas tu fases malembrar u Tonho A. Leixo na bersaum moderna (ip op - iou) cumo nas nubelas mechicanas qe paçam aqi .
contas istórias cuma cimplissidade qe me fases alembrar a minha tia Alzira (qe Deus atenha).
by the way, tamem tinha açim ece geito meio melado, nunca xigabamos a oubir o fim da istória purqe todos adromessiam antes...

um avrasso amaro,
e gosto doubir as tuas istórias

Niu Bedford - april 2007


De A.Cruz a 11 de Abril de 2007 às 18:56
Tupamaro e a Capela da Granjinha, duas pérolas deste pedaço abandonado e esquecido...

Tupamaro erradia, dedicação e estima pelos amigos e está "embeiçado" pela sua Granjinha!

A capelinha como que a resistir aos atropelos dos seus carrascos e embevecida com as palavras do poeta que um dia lhe dedicou, continua altiva.

E também eu, estou grato ao poeta pelas suas palavras:

Granjinha, Chaves, 7 de Setembro de 1986
- Uma capelinha visigótica arruinada perdida entre ramadas, com um original pórtico ornado de figuras zoomórficas que são desafios em pedra à imaginação. No telhado, uma airosa cruz vazada parece querer levantar voo. E dentro, por detrás do tosco altar de talha que durante séculos a escondeu, a mais bonita ara romana que se pode ver. É assim. O nosso génio criador, por mais que se exceda, acaba sempre nisto: num pungente testemunho de que só a incompreensão e o abandono esperam no futuro as obras de qualquer presente.

Miguel Torga, In Diário XIV, 1987


De Sem Nome a 11 de Abril de 2007 às 22:36
Com esta «intervenção» do A. Cruz, um Granjinhadino, pelo menos, ficou que ....nem...um chícharro!!
Qui sera?!


De A.Cruz a 15 de Abril de 2007 às 13:06
Mais um grupo de turistas na Granjinha, um autocarro com perto de 50 pessoas, vindas da Capital.

Entre os turistas um «revolucionário» Otelo Saraiva de Carvalho!
A Granjinha está na moda...local de encontro de poetas, revolucionários e muitos anónimos que visitam a "jóia " mas os políticos parecem continuar a desprezá-la!!!
O adro da Capela continua em terra batida sem qualquer drenagem de águas que proteja o monumento.
O IPAR , pelos vistos acha que é muito complicado intervir e então é preferível um dia deixar cair.


Comentar post

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006