Imagens, Comentários e Estórias de Valdanta (Chaves) e das suas gentes. O meu endereço é "pereira.mos@sapo.pt"
Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2007
Debulhar Milho

Debulhar milho era uma tarefa relacionada com a agricultura, normalmente, reservada para grandes serões. Juntava-se as espigas do milho em varandas ou terraços para secar e quando, nas casas mais abastadas,  a quantidade armazenada dava para um serão, organizava-se então uma debulhada, onde ia toda a juventude.

As debulhadas (degranhar milho) mais famosas e onde aparecia mais gente eram, sem dúvida, nas casas onde havia raparigas, e em Valdanta havia várias onde não faltava pessoal.

Para degranhar o milho, os rapazes ou homens usavam uma enxada de ganchos que colocavam entre as pernas e faziam vários sulcos nas espigas. Chamava-se subelar as espigas. As raparigas ou mulheres acabavam de tirar o milho dos caroços roçando a espiga na asa de uma cesta das batatas ou  com outro caroço.

Estes serões eram sempre muito animados, cantava-se, bebia-se e jogava-se. Dos jogos mais tradicionais e de maior gosto da juventude era o do senhor Padre Cura. Não sei se serei capaz de trazer para aqui todo o entusiamo e alegria que isto nos dava. Era assim:

Uma pessoa era nomeada como o Padre Cura, ou seja era o que encaminhava o jogo. O Padre Cura dava, em segredo, um nome a cada pessoa que quisesse entra no jogo e que, normalmente era o nome de uma árvore.

Começava o jogo quando o Padre Cura dizia: Ia por aqui abaixo e sentei-me à sombra do pinheiro (por exemplo). A pessoa a quem foi atribuido o nome de "pinheiro" teria que responder:

- Engana-se o senhor padre cura.

O padre cura dizia:

- Mentes tu.

O outro:

- Engana-se o senhor padre Cura.

E estava-se nesta lenga-lenga até que um se engava ou o padre cura dizia:

- À sombra de quem estavas tu?

Este escolhia outra árvore e repetia-se a mesma conversa com muita rapidez.

Quando alguém se enganava tinha que cumprir um castigo ordenado pela pessoa com quem estava a discutir à sombra de quem estava. Normalmente para cumprir estes castigos, mandava-se o castigado gritar bem alto numa janela ou varanda uma intimidade qualquer e que a pessoa não gostasse de dizer. Por exemplo, se era um rapaz:

- "Eu gosto da Mariquinhas (nome da pretendida) e ela também gosta, mas a mãe dela não me pode ver".

E assim se passava um serão sempre alegre e com muito boa disposição e no fim comiam-se figos secos com nozes e bebia-se geropiga ou aguardente.



publicado por J. Pereira às 00:31
link do post | comentar | favorito

27 comentários:
De Tupamaro a 12 de Fevereiro de 2007 às 13:29
DELICIOSO!

Tupamaro


De rs.pereira a 12 de Fevereiro de 2007 às 14:25
espetacular,divino, tempos que nao voltam. a foto entao esta maravilhosa.Aproveito a ocasiao para felicitar o cmpsantos porque ja nasceu o netinhoe tambem o tio entosca e atia amela porque sao bisavos a prmera bsavo dos alfaiates, grande tia amelia,parabens
rspereira


De cmpsantos a 12 de Fevereiro de 2007 às 21:56
Grande desgranhada com a Tia Arminda, e Tia Quinhas a comandarem as mulheres e o amigo Jorge a supervisionar o trabalho com o Tio Quico no meio, a dar que fazer a todas elas, a minha afilhada nem deu pelo fotografo tão entusiasmada que estava.
É verdade os Pitolhos são os primeiros bisavós da familia alfaiate.
Um abraço para todos


De Sem Nome a 16 de Fevereiro de 2007 às 21:56
Parabéns Padrinho!!!!!


De lontra mandona a 25 de Fevereiro de 2007 às 23:43
parabens pelo neto e um grande beijinho para os pais do bebe
lontra mandona (laila)


De J. Pereira a 27 de Fevereiro de 2007 às 17:06
Rosita, sê bem-vida ao mundo da nossa blogosfera. Cumprimentos para todos.


De SexMachine a 6 de Março de 2007 às 00:28

Rosa, fiquei deziludido!!

Reconhesses toda a jente nas fotos... e então eu!?

o berdadeiro artista, aquele que deu bida às images.

Carago Rosa, purésta não isperaba!!

Tu iscrebe-me em italiano ou nu quequeiras mas num fassas uma desfeita destas.





De rspereira a 8 de Março de 2007 às 10:29
Eu não sei quem é, mas já que é o artista quem é a rapariga que esta encostada ao poste?E quem são os mais pequenos? E a que esta atrás do tio Quico é a Palmira?


De vale-de-anta a 12 de Fevereiro de 2007 às 22:24
A última debulhada que eu fiz foi para o tio Zé Bernardo. As debulhadas eram muito engraçadas e divertidas. Éramos umas 20 pessoas na varanda da casa numa noite quente de Verão...Que saudades desses tempos de criança...Ainda me lembro que estava um penico num dos quartos e que alguém na brincadeira ia enchendo o mesmo com caroços de espiga...Imagino a cara do tio Zé quando se foi deitar...Que saudades...

Jorge Romão


De cmpsantos a 12 de Fevereiro de 2007 às 23:33
Jorge! devias ver as debulhadas em casa do Narciso na altura em que em casa ainda estavam as três ou as quatro manas? A última que me recordo foi em 68 antes de eu ir para Angola, (eu mais o maluca e o alcino) colocamo-nos no meio a subelar a ver quem fazia o (merouço) maior, acabamos por desistir pois já nenhum de nós se conseguia mecher debaixo do milho. Estas debulhadas duravam até de madrugada.


De Sem Nome a 16 de Fevereiro de 2007 às 21:49
Recordo-me perfeitamente deste dia!!!!!!
Estou na foto a trabalhar bem... nem olhei para o fotografo tal era a dedicação
Fantastico!!!!!! Que emoção eu senti a ver esta foto.
Lindo!!!!!!!!!!!!
Beijo grande para Todos os Pereiras... Somos os maiores. Ao último rebento também!
Lai


De rosa a 28 de Fevereiro de 2007 às 07:55
Ola Lai tu lembraste desta foto ilumina-me um pouco porque eu nao me lembro ou melhor dito nao reconheco algumas pessoas as que reconheco sao. a tia Arminda,a tia Quinhas o tio Quico, o teu irmao , a Laidinha a Belinha,tu ,aquela que estä ao pé de ti é a Lurdes? as outras duas nao me lembro quem sao,beijos para Braga Caio bambina
'




De Sem Nome a 1 de Março de 2007 às 17:38
Não estou a ver quem és???
As minhas desculpas, mas não cheguei lá...

A que está ao pé de mim é a Lurdes, as outras duas: a Mela e a Palmira da tia Arminda.

Beijinhos

Braga


De rspereira a 2 de Março de 2007 às 08:30
E assim ja sabes quem sou? Os ares de Braga andam-te a fazer mal ou será que estas a ficar loira como a minha cunhada !Quantas primas tens que se chamam Rosa e sabem falar italiano?A que esta sentada atrás do tio Quico não me parece a Mela .Os mais pequenos realmente não são a Laidinha e a Belinha porque elas naquela altura eram mais grandes em idade entendo..... Não serão o teu sobrinho Miguel e o Bruno da Palmira?J.Pereira dá-nos uma ajuda já que foste tu que tiraste a foto.
Lai espero que não fiques zangada por a minha brincadeira, espero encontrar-te no verão é que sabes o tio pitolho e meu pai faz 80 anos no dia 21 de Agosto e vai haver festa de arromba conto contigo Ciao bella bambina.Beijos para ti e para a Inês


De Lai Cruz a 6 de Março de 2007 às 00:04
Ciao bambina.

Ó Rosinha tu és danada prá brincadeira!!!

A comentar desta forma, com tal pertinência e sagacidade, ainda és convidada para trabalhar no RAI2.

Mas gostei de saber que andas por aqui.

Já agora, em que zona de Itália estás?


De rspereira a 8 de Março de 2007 às 10:36
Agora pergunto eu. Quem es?Nao è preciso estar na Italia para saber falar Italiano. Quanto a ser comentadora da rai quem me dera .


De Lai Cruz a 8 de Março de 2007 às 11:02
Ó Rosinha não me conheces? Quantas primas tens chamadas Lai


De Sem Nome a 1 de Março de 2007 às 21:40
Ainda resta uma dúvida:
Quem são as duas miúdas mais pequenas?
A Laidinha não é, ela tinha muitos caracóis!

Braga


De J. Pereira a 6 de Março de 2007 às 09:51
Acho que são uma rapariga (de frente) e um rapaz (de costas). Não fui eu que tirei a fotografia, porque ainda andava por terras do Sabimbi (Nova Lisboa - Angola)


De Lai Cruz a 6 de Março de 2007 às 17:17
Acho que são umas sobrinhas da Lurdes do Zé.


De patanisca a 6 de Março de 2007 às 22:49
A minha mãe está tão linda na foto!!!

Com a espiguinha na mão, que linda!
Gostava de ter vivido nessa altura. Devia ser muito giro todos juntos a tirar o milho.

Será que faziam picocas nessa altura com esse milho?


De cmpsantos a 6 de Março de 2007 às 23:17
Patanisca, nessa altura ainda não se faziam pipocas, pelo menos desse milho, mas comiam-se assadas quando as espigas estavam meias verdes e o milho a saber a leite!
Quanto à tua mãe sempre foi Linda e quando está distraida ainda é mais!
Beijos; carlos


De patanisca a 7 de Março de 2007 às 10:06
Obrigado pela explicação.
Quanto à minha mãe concordo contigo Carlos.
Gosto muito de falar contigo.
A minha mãe disse-me que tu eras o padrinho dela. Mas eu não me lembro de ti.
Contou-me que fui ao casamento do teu filho a Cascais, acho que se chama Miguel (igual ao meu primo Miguel, filho da Bebé). Não me lembro. Mas isso não interessa.
Um beijinho


De cmpsantos a 8 de Março de 2007 às 16:31
É verdade patanisca, (gosto muito do teu nome) estives-te em minha casa e no casamento do C. Miguel isto em julho de 2000, se tu me deres o mail eu envio-te uma foto onde estás tu e a tua mãe. Mas olha estamos a vossa espera este ano no verão, conta-mos convosco.
Beijinhos, carlos


De patanisca a 8 de Março de 2007 às 18:21
Olá Carlos
Gostava muito de ver essa fotografia, pk não me lembro do casamento do teu filho C. Miguel, só tinha 6 anos e foi quando vim para Braga.
Aqui descobri que tenho muitos primos e primas que não conheço, mas que gostava de conhecer.
Bem não sou pereira mas sou CRUZ (um nome que a minha mãe adora, deve ser por causa do avó morilho que ela adora tanto), mas a minha mãe é pereira e cruz e com tal devo ter tantos primos... Queria conhece-los todos.
Tive uma ideias!!!!
Quem for meu primo, regista-se aqui. Cominado

Ps. Um beijinho para a prima Ines do Algarve
Inês (Braga)


De patanisca a 8 de Março de 2007 às 18:28
Olá Carlos

Espero pela fotografia
envia para patanisca_13@hotmail.com ou laicrux@gmail.com

Beijinhos para todos os meus primos


De Lai Cruz a 9 de Março de 2007 às 00:12
Estou a gostar de ver este diálogo empulgante.

Já agora desvendo para todos o site da minha escola, viagem até Braga...

WWW.eb1-esqueiros.rcts.pt





Comentar post

J. Pereira
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


O Tempo em Valdanta
blog-logo
Flavienses TT
Visitas
posts recentes

Uma Matança em Valdanta

Mais reis

Os Reis de 2013 cantados ...

S. Domingos

Cantos da minha paixão

O Folar de Chaves

Neblina até Curalha

Grupo AMIZADE

CALDO DO POTE (para o Nov...

Boas Festas

O Cando com Encanto

Valdanta está em festa

Festa de S. Domingos - Pr...

Um amigo está doente

“Maldição de S. CAETANO(?...

Xinder

Princípio do Fim

Brincadeiras

UMA PÁSCOA EM TEMPO DE CR...

Missa de 7.º Dia

Recantos da minha Terra

Geração à Rasca

Valdantenses por outras p...

A Primavera vem aí

S. Domingos 2011

Amendoeiras em Flor

Reflexos

Tive Sorte

Recantos

Beleza de Valdanta e do M...

Esclarecimento

O recreio da minha escola

Um bom serão

Torneio de FUTSAL

Os Reis

Hoje é dia de Reis

Feliz 2011

Feliz Natal

Matança do Reco na ABOBEL...

O Blero

G. D. de Chaves (anos 50)

4.º Aniversário do Blog

S. Domingos - Resumo da s...

Ovelheiro

Igreja da Abobeleira

Nadir Afonso - Doutor Hon...

Encontro dos Bloguistas d...

Recanto de Valdanta

A D. Maria Isabel faleceu

É preciso ir aos treinos

arquivo

Março 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006